Tipos de Whey Protein e seus benefícios

O whey protein é obtido a partir do soro do leite e é considerado uma proteína de alto valor biológico, já que fornece todos os aminoácidos que nosso organismo não é capaz de produzir, chamados de aminoácidos essenciais.

Entre eles estão os aminoácidos de cadeia ramificada, os BCAA, compostos pela leucina, valina e isoleucina, além da glutamina, considerada um aminoácido condicionalmente essencial, ou seja, que nosso organismo é capaz de produzir.

No entanto, caso a demanda aumente, como em situações de exercícios intensos, a suplementação se torna necessária.

CONHEÇA OS TIPOS DE WHEY DISPONÍVEIS NO MERCADO

Whey protein concentrado (WPC)

Iso Whey Protein – Max Titanium é composto unicamente de Whey Protein Isolada, sendo a proteína de altíssimo valor biológico. Cada porção equivale a incríveis 51g de puríssima proteína, com zero teor de carboidratos, lactose ou qualquer tipo de gordura (fat free).

É composto pela proteína intacta e deve ser digerido normalmente para ser absorvido, ou seja, como passa pelo processo normal de digestão, tem absorção mais lenta.

Ainda contém lactose e traços de gordura em sua composição, por isso, não é indicado para intolerantes ou pessoas com alergia à proteína do leite.

Pode ser composto por 25% a 89% de proteína, mas quanto menor os níveis de proteína, maior será a presença de gorduras e lactose, o carboidrato presente no leite.

Whey protein isolado (WPI)

É praticamente livre de lactose e gorduras, oferecendo proteína na forma pura, cerca de 90% a 95% de sua composição.

Durante seu processo de filtração, pode haver quebra das estruturas das proteínas, tornando a absorção mais rápida, dessa forma, possui oferta imediata de aminoácidos para os músculos após os treinos.

VEJA  Como recuperar de forma natural a cartilagem danificada do quadril e joelhos

Possui duas formas de filtração:

Isolado Íon Exchance: é obtido a partir da filtração com reagentes por meio de um processo químico que separa as proteínas. A parte negativa desse processo é que pode haver grande desnaturação (quebra) das proteínas e aumento no teor de sódio no produto final.

Isolado Micro filtrado: é um processo mais moderno, que não prejudica a estrutura das proteínas, pois a filtragem é realizada de maneira mecânica em baixas temperaturas. Além disso, possui baixo teor de sódio.

Whey protein hidrolisado (WPH)

A versão hidrolisada possui proteínas isoladas quebradas em partículas menores, fazendo com que a absorção dos aminoácidos livres seja mais rápida, disponibilizando-os rapidamente para a construção muscular no período pós-treino.

Apesar de poder conter traços de gorduras e de carboidratos, pode ser a melhor opção para intolerantes à lactose. Também pode ser mais caro, por conta do seu processo de produção, assim como os isolados.

Blends Proteicos

Também é possível encontrar suplementos que combinam os diversos tipos de whey protein, com as diferentes velocidades de absorção (time release), fornecendo aporte de aminoácidos de maneira prolongada e evitando o catabolismo proteico, ou seja, a quebra de massa magra em períodos prolongados de jejum.

Esses blends de proteínas ainda podem ter adição de outras frações de proteínas com absorção mais lenta, como a caseína e albumina, sendo indicados para lanches intermediários ou antes de dormir, períodos em que pode haver mais perda de massa muscular.

QUAL O MELHOR WHEY PROTEIN PARA SEU OBJETIVO E TIPO FÍSICO?

A escolha dos melhores whey protein para sua necessidade pode variar de acordo com o seu objetivo. Por exemplo, caso precise de um aporte de proteínas imediato, o consumo da versão isolada e hidrolisada é o mais indicado, devido à sua rápida absorção.

VEJA  Creatina e suas aplicações clínicas

Já o whey concentrado pode ser consumido caso esse aporte não precise ser tão rápido, pois levará mais tempo para ser digerido.

Pessoas com intolerância à lactose ou alergia à proteína do leite devem preferir a versão hidrolisada, que oferece a proteína quebrada e quase nenhum teor de lactose, mas é indicado consultar um médico ou nutricionista antes de usar o produto por conta própria.

Os mix de proteínas, que combinam mais de um tipo de whey protein, também podem ser indicados para a oferta de proteínas imediata e contínua, prolongando o aporte de aminoácidos aos músculos.

O MELHOR WHEY PROTEIN É O MAIS CARO?

É comum achar que um whey protein importado ou mais caro é melhor do que uma versão nacional, mas atualmente já é possível encontrar um bom whey protein nacional, com preço acessível e ótima qualidade. O processo produtivo do whey pode interferir no preço final, assim como seu grau de pureza.

Portanto, as versões isoladas e hidrolisadas são mais caras que o whey protein concentrado ou com adição de outros suplementos.

Para escolher o melhor whey nacional é preciso estar atento às informações do rótulo, verificando o teor de proteína que oferece por porção, o valor de aminoácidos presente em sua composição, qual tipo de whey utilizado (se é concentrado, isolado ou hidrolisado) e se tem associação de outros tipos de proteínas ou carboidratos.

Além disso, pesquise a marca desejada antes de adquirir o produto e procure marcas de sua confiança.

ENTENDA AS INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS E OS INGREDIENTES DO WHEY PROTEIN

Se você tem dúvidas de qual whey comprar, entenda melhor as informações nutricionais contidas nos rótulos:

VEJA  Mousse de maracujá com Whey

Tabela nutricional: mostra o valor de nutrientes, como proteínas, carboidratos, gorduras, sódio, calorias, entre outros, presente na porção do produto.

Lista de ingredientes: descreve todos os ingredientes presentes no suplemento. Verifique a presença de carboidratos, como a maltodextrina ou waxy maize, além de corantes, conservantes e a combinação com demais tipos de proteínas.

Aminograma: descreve a quantidade de aminoácidos por porção. Fique atento aos teores de glutamina e de leucina, valina e isoleucina, que são os BCAA.

Na hora de comprar seu whey protein, fique atento a algumas recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): os suplementos de whey protein podem ter adição de outros nutrientes, como vitamina e minerais.

Deve conter, no mínimo, 10g de proteínas na porção pronta para o consumo e atender o mínimo de 50% do valor energético total proveniente das proteínas.

Algumas marcas adicionam mais glutamina e BCAA, além do que já está naturalmente presente. Também é possível encontrar algumas opções com adição de enzimas digestivas, que potencializam a quebra das proteínas e, consequentemente, otimizam a absorção e utilização dos aminoácidos.

Alguns outros tipos de suplementos podem ter adição de whey protein na formulação, como os hipercalóricos, que também contêm carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais, e são utilizados para complementar o aporte energético e de nutrientes na dieta de atletas.

É comum achar que o whey protein engorda, mas se consumido dentro das dosagens adequadas e acompanhado da prática de exercícios, ele não causa aumento de peso.

Em casos de dúvidas, consulte um nutricionista.

Fonte: Natue Life

Gostou do post? Comente e compartilhe com seus amigos.

Encontre os melhores whey protein na Loja do Suplemento.

(Visitado 762 vezes, 1 visitas hoje)