Meditação ajuda a emagrecer e melhorar a alimentação

Sabia que a meditação pode ajudar a manter uma boa alimentação diária e ainda emagrecer? Acredite, isso é possível com a “Alimentação consciente” , tradução de  Mindful Eating, que leva a técnica da meditação Mindfulness (plena atenção) para as refeições.

Essa prática contribui com o tratamento de desordens emocionais, como depressão e estresse – fatores que agravam o ato de comer compulsivo –, e ainda ajuda a melhorar o relacionamento com a comida por meio de escolhas mais conscientes, e não movidas pela compulsão.

Como funciona o mindful eating

Segundo a nutricionista Maria Fernanda Cortez mostra como o Mindful Eating conduz às pessoas a não “comerem” suas emoções, mas sim identificá-las e tratá-las. Também dá dicas simples para aplicar essa técnica no dia a dia.

A quinoa é considerada um superalimento. A importância da quinoa para a nossa nutrição está associada ao fato desta possuir em sua composição proteínas de alto valor biológico devido à presença de aminoácidos essenciais. Este grão possui também fibras que estimulam o funcionamento do intestino, minerais, como magnésio, potássio e manganês além de vitamina D, vitamina E, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, e ácidos graxos ômega 3.

Confira:

Qual é a base da meditação mindfulness?

Na verdade o Mindfulness não chega a ser uma meditação, é um exercício que você pode aplicar em várias áreas da sua vida, inclusive na alimentação. O significado disso é: estar focado no momento presente, no que você se propõe, sem julgamentos e sem distrações que tirem o foco da sua atividade.

Como funciona o mindfulness na alimentação, ou seja, a técnica mindful eating?

Na alimentação, para o Mindfulness ser aplicado é importante que você esteja concentrado no momento da refeição, que não haja distrações e que você possa perceber as cores no seu prato, o cheiro e o sabor dos alimentos.

VEJA  Tilápia com Alho e Azeite de Ervas

Além de perceber a quantidade e a qualidade da comida que colocou no prato. É importante comer sem televisão, computador ou celular por perto e que a refeição dure pelo menos 20 minutos para que você mastigue mais lentamente e, então, possa sentir a saciedade.

Quais são os benefícios dessa prática?

Os benefícios da prática de meditação inclui melhor digestão dos alimentos e consequentemente maior absorção dos nutrientes, como diminuição da compulsão alimentar.

Como essa técnica auxilia nos casos de compulsão alimentar e ansiedade?

Quando você para, observa e entende o motivo de comer naquele momento, consegue detectar se a sua fome é física ou emocional. Fazendo esse exercício todos os dias, em pelo menos uma refeição, conseguirá diminuir esses “ataques” de compulsão, de devorar algum alimento em minutos, sem ao menos sentir o sabor do que está comendo.

Veja os principais passos para a prática do mindfulness eating:

  • Defina o timer de cozinha para 20 minutos e tire esse tempo para comer uma refeição de tamanho normal;
  • Tente comer com a mão não dominante. Se você é destro, segure o garfo na mão esquerda ao levar a comida à boca;
  • Coma em silêncio por cinco minutos, pensando sobre o que levou a produzir essa refeição, desde os raios do sol para a agricultura até o dono da mercearia e o cozinheiro.
  • Dê pequenas mordidas e mastigue bem;
  • Antes de abrir a geladeira ou o armário, pare e pergunte-se: “Estou realmente com fome?”.

Gostou do post? Deixe seu comentário 😉

Siga-nos nas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram

(Visitado 75 vezes, 1 visitas hoje)