O que é a gripe H1N1?

O que é e como se transmite

A popularmente chamada gripe A, também recebe os nomes de gripe H1N1, influenza suína e Influenza A/H1N1. Vale lembrar que a palavra influenza é o mesmo que gripe e que o nome gripe suína designa a doença quando ataca apenas os animais, o que aconteceu até 2009, quando foi considerada uma epidemia em seres humanos. Quem causa a doença é o vírus Influenza A, subtipo H1N1. Embora inicialmente o vírus só atacasse porcos, ele sofreu modificações genéticas que permitiram chegar aos humanos, até porque esse vírus é da mesma família da gripe comum.

No entanto, o vírus Influenza A (H1N1) existe desde o começo do século XX, sendo que desde o seu surgimento foi responsável por grandes epidemias. Um dos surtos mais notórios é conhecido como gripe espanhola, que matou mais de 60 milhões de pessoas em 1918. Além disso, não é raro que os vírus sofram mutações ao longo dos anos, assim, ganham força e se alastram mais facilmente. Isso acontece principalmente quando o vírus que, normalmente, ataca apenas alguns animais começa a contaminar o ser humano, pois as pessoas ainda não possuem os anticorpos que as defendem do microrganismo.

A deficiência de Vitamina D tem sido relacionada com efeitos nocivos aos ossos, sistema cardiovascular, sistema imune, diabetes, redução de força e de massa muscular.
A deficiência de Vitamina D tem sido relacionada com efeitos nocivos aos ossos, sistema cardiovascular, sistema imune, diabetes, redução de força e de massa muscular.

Porém, como a última epidemia foi nos anos 70, essas pessoas estavam parcialmente imunizadas. De qualquer forma, é importante salientar que por ter sido um novo vírus responsável pela epidemia houve grande comoção por parte da mídia e da população, no entanto, a Influenza A/H1N1 não é mais perigosa do que a gripe comum, que também é conhecida como sazonal.

VEJA  Como perder peso em pouco tempo

As gripes que há anos acometem a população e, muitas vezes, levam à morte são causadas por variações do vírus Influenza A e B. Além disso, a Influenza A/H1N1 é transmitida da mesma forma que a gripe comum, além de apresentar os mesmos sintomas e de ser prevenida de igual maneira. Assim, a transmissão ocorre por meio do contato com pessoas infectadas, que podem proliferar o vírus por meio da saliva, tosse e espirros.

Sintomas e tratamento

Quanto aos sintomas da gripe H1N1, assim como nos demais tipos de gripes, os principais são espirros, febre alta, tosse, dor nos músculos e na cabeça, falta de ar, dor na garganta, diarreia, vômito, náusea, congestão nasal, coriza e fraqueza. Esses sintomas podem aparecer em até quatro dias após o paciente ser infectado pelo vírus. Dessa forma, pode começar a transmitir a doença dentro de uma semana, que é também o seu período de incubação. Em crianças, é de 14 dias.

Quando a gripe H1N1 não é tratada, o paciente pode ser acometido por insuficiência respiratória, uma complicação muito séria que pode levá-lo à morte. Para tratar a doença, é importante buscar ajuda médica, já que em alguns casos é necessário o uso de antivirais. No entanto, o mais importante é manter-se em repouso, sem contato com outras pessoas, alimentando-se bem e ingerindo muita água.

Prevenção e fatores de risco

Já quem está mais propenso a se infectar com a doença são pessoas com o sistema imunológico debilitado. Entram nesse grupo os pacientes crônicos, pessoas obesas e com problemas respiratórios, mulheres grávidas e crianças pequenas. Essas pessoas têm direito à vacinação na rede pública. Para se prevenir basta evitar lugares fechados, inclusive, que tenham muitas pessoas, bem como ter hábitos simples de higiene, como lavar bem as mãos depois de ir ao banheiro, antes de comer e não colocar as mãos sujas nos olhos e boca.

VEJA  Como comer chocolate sem engordar

Este artigo é meramente informativo, não temos a capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Recorra a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Fonte: umcomo.com.br

(Visitado 369 vezes, 1 visitas hoje)