Dieta Low Carb, como ela funciona?

Esclarecendo outro tipo de dieta, bem parecida com a Paleolítica, que é a Low-Carb. Basicamente, trata-se de uma dieta de baixa ingestão de carboidratos, uma vez que eles estimulam o acúmulo de gordura, ou seja, para quem quer emagrecer ou diminuir a massa gorda, é uma boa dica (com recomendação médica, óbvio).

Para entender melhor, acontece o seguinte: ingerimos pães, massas, biscoitos, doces e todos tantos produtos ricos em carboidratos e o nosso corpo automaticamente os transforma em glicose, ou seja, em níveis excessivos de açúcar no sangue que são tóxicos.

Para reduzir esta quantidade de açúcar, o corpo libera insulina, que realiza três tarefas básicas após isto: suspende a queima de gordura, converte açúcar em gordura e acelera o estoque de gordura. E mesmo que o açúcar no sangue diminua, você ainda está com a insulina circulando nele, então fica inviável transformar esta gordura toda em energia, acumulando-a e, pela escassez desse nível energético no corpo, ele pede mais comida. Entendeu o ciclo sem fim e o motivo pelo qual muitos engordam?

Suplemento mineral formulado com picolinato de cromo, fonte altamente absorvível pelo corpo que promove a perda e a manutenção de peso relacionadas com o metabolismo da glicose.
Suplemento mineral formulado com picolinato de cromo, fonte altamente absorvível pelo corpo que promove a perda e a manutenção de peso relacionadas com o metabolismo da glicose.

Por isso os alimentos consumidos em uma Dieta Low Carb são “hipoinsulínicos”, ou seja, não estimulam a liberação de insulina, permitindo assim que seu corpo utilize a energia que precisa para sobreviver a partir da sua gordura, através dos corpos cetônicos, que permitem esta queima. Acontece que neste caso, há uma pergunta bem importante: e o consumo de carboidratos, como fica?

Bom, os defensores têm uma explicação muito simples.  Todo o carboidrato que o seu organismo precisa ele pode produzir a partir da gordura ou da proteína, em um processo chamado Gliconeogênese, que é o processo através do qual precursores como o lactato, piruvato, glicerol e aminoácidos são convertidos em glicose. Durante o jejum, toda a glicose deve ser sintetizada a partir desses precursores não-glucídios.

VEJA  Fritada de Batata Doce

É importante destacar que existem sim, aminoácidos e gorduras essenciais, e estas sim devem ser consumidas na dieta. E são estes alimentos, junto com alimentos ricos em vitaminas e minerais que fazem parte da Dieta Low Carb. Ao fazer uma dieta neste sentido é importante você ter em mente que a sua principal fonte de energia passará a ser os alimentos ricos em gorduras, tanto as saturadas, as monoinsaturadas quanto as poliinsaturadas.

A única gordura que realmente deve ser evitada é a gordura hidrogenada, também chamada de gordura trans, que é conseguida pela elevação da temperatura no uso de gorduras vegetais (por isso as frituras são tão prejudiciais) e também no processo industrial para fazer produtos como a margarina e outros óleos vegetais refinados que são parcialmente hidrogenados, mas prejudicam e muito a saúde.

Mas não esqueça, consulte sempre um profissional da aérea, ele te dará o melhor caminho.

Fonte: Texto escrito por Dr. Mohamed Barakat.

(Visitado 1.076 vezes, 1 visitas hoje)