Dicas para melhorar os resultados no agachamento

O agachamento é um dos exercícios preferidos das mulheres que querem fortalecer e deixar as coxas e os glúteos durinhos.

Mas para que o resultado seja alcançado com esse movimento, é preciso que ele seja feito da forma correta.

Por ser um exercício muito comum nos treinos de musculação e funcional nas academias, as pessoas às vezes acabam não prestando atenção na execução e realizando sem o devido cuidado.

A professora da Smart Fit, Damaris Dias, explica como o agachamento deve ser feito.

“Em primeiro lugar, é preciso se atentar à carga que será utilizada. Se você não está habituado a treinos pesados, comece realizando o movimento sem peso e depois inclua uma carga moderada que deve ser aumentada de forma gradativa. O peso muito elevado pode fazer com que a execução do exercício seja feita de forma incorreta e causar lesões”, explica a profissional.

Damaris listou outras dicas importantes para que o praticante melhore os seus resultados com o agachamento:

1. A posição das suas pernas deve respeitar o seguinte: quando você descer, o seu joelho não pode ultrapassar a linha da ponta do seu pé; tente manter um ângulo de 90 graus entre seu posterior de coxa e suas panturrilhas.

2. Agache até o final, sem parar no meio do caminho. Procure desder até as suas pernas formarem o ângulo de 90 graus.

3. O movimento deve ser como o de sentar; imagine que existe um banco para você se apoiar enquanto estiver fazendo o movimento. Uma dica para iniciantes é usar um step para repetir o movimento de sentar e levantar, para melhorar a técnica antes de começar efetivamente o agachamento.

4. Ao final do movimento de agachar, evite dar trancos na coluna, pois isso pode afetar a lombar. Mantenha o movimento, tanto inicial quanto final, o mais natural possível. E não force o quadril para frente quando finalizar o movimento.

5. O ritmo de descida e de subida também deve ser levado em consideração, evitando que seja muito rápido. Faça movimentos mais concentrados, e tente distribuir a força por todo o seu pé.

6. Consulte um profissional de educação física para que ele, se preciso, corrija seu movimento.

(Visitado 37 vezes, 1 visitas hoje)