Como aumentar a testosterona com alimentação e treino?

Existem alguns alimentos que tem o poder de aumentar a testosterona, vamos abordá-los nesse post.

Manter os níveis de testosterona alto é benéfico tanto para homens quanto para mulheres, apesar das mulheres produzirem muito pouco. Esse hormônio ajuda a promover energia, preserva a memória, ajuda a criar mais músculos e aumenta a libido.

Existem alguns alimentos que tem o poder de aumentar o nível do hormônio

O ideal é que você mescle uma alimentação correta com o uso de suplementação. O mais legal é que é possível aumentar a testosterona de forma 100% natural e saudável.

Para você que pratica musculação, é essencial tê-lo em abundância. Você pode fazer isso com suplementação, mas é primordial que você tenha uma alimentação adequada para que a produção do hormônio seja natural para seu organismo.

Alguns alimentos que ajudam na produção natural de testosterona:

CARNES MAGRAS

Principais fontes de proteínas, as carnes magras são essenciais na dieta de quem deseja produzir mais testosterona de forma natural.

Alcatra, filé mignon, maminha, fraldinha e baby beef são os mais indicados, sempre livres daquela capa de gordura e, de preferência, grelhados. Peito de frango grelhado e peixes, que têm menos calorias que carnes bovinas, também são boas pedidas.

Além do mais, as carnes magras também são fonte de zinco e contam com baixas taxas de gordura saturada, importantes para sintetizar a testosterona em nosso organismo.

GORDURAS SAUDÁVEIS

Alimentos como nozes, castanhas, azeitonas, amêndoas, azeite extra-virgem ou de oliva, linhaça, abacate e óleos vegetais – coco, canola, soja e girassol – são extremamente ricos neste ingrediente e devem ser consumidos em maior quantidade para aumentar a dosagem do hormônio masculino no organismo.

VEJA  Como aumentar a testosterona naturalmente

FRUTAS

Frutas são benéficas de diversas formas para nosso corpo. Maçã e banana, por exemplo, colaboram com a produção de zinco, elemento fundamental para síntese da testosterona.

O tomate, laranja, maracujá, limão, acerola e morango têm grandes quantidades de vitamina C em sua composição, um importante aliado da produção hormonal.

O ZMA da Max Titanium, é um suplemento vitamínico-mineral à base de magnésio quelato, zinco quelato e vitamina B6 em cápsulas. Os minerais quelatos são mais biodisponíveis, o que resulta em máximo rendimento do atleta.

VERDURAS E LEGUMES

Abóbora, pimentão, brócolis, repolho e couve são os vegetais mais indicados para incluir em uma dieta que pretende elevar os níveis hormonais masculinos.

Esses alimentos contribuem para que as taxas de estrogênio – hormônio feminino – diminuam, evitando o acúmulo de gordura e impedindo que o crescimento muscular seja prejudicado.

OVOS

Assim como as carnes, os ovos são indispensáveis para quem deseja “crescer”.

Ricos em proteínas e colesterol bom – ou seja, gorduras saudáveis-, eles também são fontes vitais para uma maior produção da testosterona.

FEIJÃO

Vegetal com grande quantidade de zinco em sua composição, o feijão tem pouca gordura, bastante proteínas e fibras.

Esses grãos são excelente para o processo de aumento da produção do hormônio em questão.

NÃO BASTA APENAS ISSO!

Os alimentos que listamos acima são os mais indicados para sua dieta voltada ao aumento da produção de testosterona de forma natural.

Note que ela deve ser baseada também na ingestão de zinco, magnésio, boro e aminoácidos, afinal, são componentes essenciais para aumenta-la no organismo.

Mas lembre-se: para obter os resultados desta elevação hormonal, não basta contar apenas com a ingestão de certos itens.
É preciso praticar atividades físicas com regularidade, de três a quatro vezes por semana pelo menos, dormir adequadamente e reduzir o estresse provocado pela rotina diária.

VEJA  ZMA - O que é, como tomar e seus efeitos

Além de tudo, uma maior produção de testosterona tem o poder de melhorar sua vida de um modo geral, inclusive a sexual, pois lhe dará maior disposição e energia.

Outra dica extremamente importante é cortar ao máximo o açúcar que você ingere diariamente. Um estudo feito em 2012 mostrou que quando ingerimos açúcar nossos níveis de testosterona podem baixar até 25% pela próximas 2 horas.

Agora pense em quantas vezes você ingere açúcar durante o dia? Café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar… E o dia passa e seu nível de testosterona lá em baixo!

Além de fazer muito bem para sua saúde cortar a quantidade de açúcar que você ingere, ainda vai ajudar no aumento da testosterona.

Como saber se meus níveis estão baixos?

O ideal para saber como andam seus níveis de testosterona é fazer um exame de sangue ou um teste da saliva. Mas é claro que existem alguns sintomas que para que você possa fazer uma análise “de padeiro”:

  • Perda de massa óssea ou osteoporose;
  • Baixo apetite sexual;
  • Pensamento confuso ou falta de memória;
  • Alterações bruscas no humor;
  • Baixo crescimento de pelos no corpo;
  • Dificuldade em ganhar massa muscular;
  • Acúmulo de gordura no corpo;
  • Cansaço excessivo;
  • Dificuldades para dormir.

O QUE PODE CAUSAR A QUEDA NOS NÍVEIS DA MINHA TESTOSTERONA?

O estilo de vida atual não é nenhum pouco propício para a produção de testosterona. Existem vários fatores que podem causar a queda nos seus níveis, alguns deles são:

  • Alimentação de má qualidade: Comer os alimentos errados é um dos grandes motivos pelo qual você possivelmente está com seus níveis baixos.
  • Sedentarismo: Sem exercitar-se não rola, né brother?
  • Estresse: Relaxa!
  • Pouco sono: Se você é daqueles que vira a noite, tem insônia e dorme mal, provavelmente tem uma disfunção nos seus níveis.
VEJA  Multivitamínico para quem treina

Além disso, o consumo de alguns medicamentos como a finasterida (para combater a queda de cabelos) ou bromoprida (para melhorar a digestão) auxiliam demais para a queda da testosterona no seu organismo.

Não tome nenhum medicamento sem consultar seu médico.

Encontre os melhores suplementos que auxiliam o aumento da testosterona na Loja do Suplemento.

(Visitado 416 vezes, 1 visitas hoje)